Home
Sistema redes
Quem somos
Notícias e Atualizações
Documentos Técnicos
Você participa
 
Veja também »
14/09/2009
Pedágios urbanos não solucionarão um problema ambiental
11/08/2009
A lei e os mototaxistas
16/07/2009
Os desafios de transportes do Rio
31/07/2009
Matriz energética: biomassa no lugar de combustíveis fósseis
19/05/2009
Transporte público e a candidatura do Rio
12/05/2009
A hora e a vez de uma política de preços para combustíveis
24/03/2009
Respostas do campo às crises econômica e ambiental
27/05/2009
Sustentabilidade e vantagem competitiva
25/08/2008
A vez de Manchester
25/08/2008
Ele voltou!
24/01/2008
Quatro vezes sem carro
29/04/2008
O melhor jeito de chegar lá
18/05/2006
A utilização do Biodiesel no Transporte Urbano
19/11/2008
Transporte rápido por ônibus
17/12/2008
A crise do transporte público
10/11/2008
Certificação ISO 14001 eleva o desempenho verde da Sound Transit
22/09/2008
Uma alternativa que deu certo
09/10/2008
Transporte público: Vital para o futuro da Austrália
09/10/2008
Hidrogênio como combustível: BVG testa operação com ônibus livre de CO2.
15/10/2007
O biodiesel e os desafios da inovação
13/08/2008
O Transporte Urbano e o Meio Ambiente
10/09/2008
A mobilidade urbana pede socorro
10/09/2008
Incentivando o uso de biocombustíveis no transporte público
12/09/2008
Poluidores em dívida
05/09/2008
Uso do transporte coletivo supera individual na Grande SP
04/08/2008
Brasil deve explorar mais a tecnologia diesel
29/05/2008
São Paulo está perdendo a mobilidade e se tornando cada vez menos eficiente
19/06/2008
Verdades e mentiras em torno dos biocombustíveis
01/03/2008
Hora de decisão
01/03/2008
Nação de consumidores
01/03/2008
Uma função muito privada
19/06/2008
Ferroviário e rodoviário têm de atuar juntos
20/05/2007
Prioridade para o transporte coletivo: a vez dos BRTs
13/05/2008
Biocombustíveis: obstáculos e avanços
26/08/2007
Os desafios do transporte coletivo
16/04/2008
Demagogia e subsídios contra os biocombustíveis
17/04/2008
O que é, afinal, pedágio urbano?
18/04/2008
Etanol - reagindo ao tiroteio global
20/03/2008
O trânsito em São Paulo e as alternativas para melhorá-lo
23/04/2008
Em meio a críticas, biocombustíveis preparam sua segunda geração
01/11/2007
Mais de 30 milhões de passageiros em ônibus e trens durante a Copa do Mundo de futebol.
25/02/2008
transporte-transito
22/01/2008
O Brasil tem condições técnicas de reduzir a porcentagem do enxofre no diesel?
29/01/2008
Biodiesel e agricultura familiar
18/02/2008
A hora e a vez dos bondes e metrôs
29/01/2008
Sem manutenção preventiva, o Metrô pára!
20/02/2008
O diesel brasileiro é prejudicial à saúde
07/02/2008
O biodiesel na hora da verdade
21/02/2008
Avaliação do transporte: Estamos incluindo todos os benefícios?
05/12/2007
Capital chinesa acelera implantação de corredores
27/02/2008
O transporte urbano nas eleições
23/01/2008
O custo do Fura-fila
27/01/2006
Legal é usar o vale-transporte
14/09/2007
O espaço público de circulação e a ocupação desigual
08/01/2007
Transporte público coletivo X tarifas
03/10/2007
Pressão popular contra o aquecimento global
14/01/2008
Programa do biodiesel é exemplo para o mundo
24/09/2007
Financiamento da infra-estrutura de transporte público
01/04/2007
Transporte público em Xangai: passado, presente e futuro
27/09/2007
Equipes de alta performance!
28/09/2007
Economista cruza dados da Cetesb, do SUS e do Detran
01/05/2007
Sistema de faixa de ônibus intermitente: Projeto de demonstração em Lisboa
26/07/2007
No transporte urbano, a hora é esta
01/05/2007
Troca de frota, quem se beneficia: o passageiro ou o empresário?
05/09/2007
Redução de custos e maximização de recursos na indústria de ônibus urbanos.
21/08/2007
Transporte público gratuito: marketing ou estratégia política?
14/08/2007
A infra-estrutura rodoviária e a competitividade
15/08/2007
País merece um ônibus melhor
01/10/2000
O transporte pode ajudar na luta contra a pobreza
24/11/2006
Como não matar nossa velha mãe
06/06/2007
Os excluídos do transporte urbano
06/06/2007
De problema a solução
08/06/2007
Busque a certificação. Faz bem para os lucros
01/04/2007
A todo vapor
14/05/2007
Proconve 6, o desafio
21/05/2007
Sistemas de transporte inteligentes
23/11/2006
Mobilidade Urbana: Saídas para o tráfego
16/04/2007
Biodiesel não é óleo vegetal
13/03/2007
Frota de carros engrossa
27/10/2003
Paraíso para pedestres
12/03/2007
O corredor suspenso
04/03/2005
Pavimento de concreto: feito para durar
25/04/2007
Trem bala e sua estrutura ao redor do mundo
17/05/2007
A mobilidade de uma nova era
09/02/2007
Biodiesel: Ovo de Colombo ou História da Carochinha?
26/06/2005
Biodiesel: mais uma oportunidade perdida?
06/05/2005
Os desafios da mobilidade sustentável
28/01/2006
A ferrovia pede passagem
31/01/2007
Cobrança de uso de estradas e como ela pode afetar a provisão de transporte público no Reino Unido
09/02/2007
Europa propõe limite de emissões de CO2 em veículos novos
19/01/2007
BRT ou não?
17/01/2007
Operações de ônibus em Cingapura – Alcançando qualidade e serviço barato com viabilidade financeira
16/01/2007
Reestruturando o transporte público em Kaunas - Lituânia
15/01/2007
BRT estilo francês ou Bus à Haut Niveau de Service (BHNS)
01/10/2006
O exemplo da Colômbia
22/01/2007
Transantiago: redesenhando o transporte público em Santiago, Chile
11/02/2008
O que são Créditos de Carbono?
13/11/2006
Metrobús: o fim do martírio dos usuários na capital mexicana
02/01/2006
Pequenas obras, grandes resultados
25/10/2006
Combustível feito à base de grãos pode aliviar a demanda por diesel e diminuir o impacto no efeito estufa
11/08/2005
Concepção do manual de projeto e dimensionamento de terminais de ônibus urbanos
17/07/2006
Riscos do subsídio federal para o transporte urbano
24/10/2006
Sem soluções operacionais, ou de acessibilidade para acompanhar o crescimento das cidades, o transporte público continua em crise
17/10/2006
O transporte da próxima década começa hoje
29/09/2006
Mobilidade urbana, meio ambiente e... eleições
22/09/2006
Economias de escala do usuário no transporte público
21/10/2005
Sem acessibilidade, perdem-se oportunidades
01/08/2006
Informação ao cliente utilizando tecnologia VoIP
14/08/2003
GESTEC – gestão de sistemas de transporte público
08/08/2005
Os vários impactos do bilhete único em São Paulo e na sua região metropolitana
10/04/2004
Transporte coletivo integrado e bem planejado é prioridade
14/04/2006
O transporte público e a mobilidade na transformação da cidade
01/01/2006
A quem interessa o pagamento em dinheiro?
16/03/2006
A vitória da união e do bom senso
11/08/2005
Estratégia energético-ambiental: ônibus com célula a combustível
15/01/2006
A Importância dos Caminhos Metropolitanos
25/06/2006
Os sistemas de transportes
04/04/2005
Sistemas Integrados de Transporte: considerações e reflexões
08/03/2005
Você sabe qual a diferença entre PPPs, Privatizações e Concessões?
02/05/2006
A vocação brasileira para os biocombustíveis
16/12/2005
Biocombustíveis como bens ambientais: proposta para a paz mundial
08/11/2004
Novo Modelo de Gestão e Remuneração das Subconcessionárias do Serviço Público de Transporte Coletivo por Ônibus do Município de Belo Horizonte
06/06/2006
Nova gestão e readequação de quadro de funcionários da Gatusa transportes, com apoio de software de programação.
01/05/2004
Gestão Metropolitana do Transporte Público
06/06/2006
Resultado da implantação de novo modelo de gestão e remuneração dos serviços de transporte coletivo de Belo Horizonte
06/06/2006
Apresentação dos ganhos obtidos com o reconhecimento das estratégias desenvolvidas pelos funcionários
29/06/2006
Serviços gratuitos: Uma ilusão e ameaça ao transporte público
03/07/2006
Índices de inflação: a hora é de avançar, mas com cautela.
28/09/2005
Qual o melhor combustível para o transporte coletivo urbano no Brasil?
01/07/2005
Municípios Investem na Reestruturação dos Sistemas de Transporte
01/07/2005
Novas Tendências de Política Tarifária no Brasil
11/04/2005
O Futuro Elétrico
Clique aqui para enviar seu artigo.
18/01/2007 | GRUPO A - ASPECTOS ESTRATÉGICOS
Pequim acelera o desenvolvimento do sistema de transporte público antes dos jogos olímpicos de 2008.
Por: Zheng Shusen

Experiências anteriores confirmaram que um sistema de transporte eficientemente organizado e gerenciado é um dos fatores-chave para jogos olímpicos bem-sucedidos. Em 2008, atletas e público de todo o mundo irão para Pequim, gerando uma alta demanda por transporte público. Como prover serviços de transporte convenientes, seguros, tranqüilos, eficientes e econômicos enquanto se leva em consideração proteção ambiental? Esta tarefa não é somente um grande desafio, mas também uma oportunidade para o sistema de transporte urbano de Pequim.

 

Análise geral: As necessidades de transporte dos Jogos Olímpicos

 

Muitos convidados distintos como chefes de estado, governo e membros de famílias reais irão para Pequim durante os Jogos. Cerca de 5.000 colaboradores do COI, dos Comitês Olímpicos de cerca de 200 países e regiões e 28 organizações internacionais de esportes, 17.000 atletas e delegações oficiais, 2.800 oficiais técnicos, 22.000 representantes da mídia, 180.000 colaboradores e voluntários irão convergir para a cidade. Público dirá alcançar entre 7 e 9 milhões de pessoas. Em 2008, Pequim também irá se transformar em um ponto de turismo, abrigando dezenas de milhares de viajantes.

 

O planejamento compreensivo de transporte para os Jogos Olímpicos provê: Um sistema de estradas para os Jogos com faixas exclusivas; um mínimo de 2 linhas de transporte conectando cada ginásio com o Parque Olímpico; veículos confortáveis, seguros, pontuais e rápidos e as principais vias de transporte para os atletas, membros da Família dos Jogos Olímpicos e convidados especiais; mais veículos de transporte ininterruptos nas estradas entre os campos de competição e os pontos de embarque, e a abertura de linhas públicas conectando as estações de metrô, pontos de transferência e praças nas áreas urbanas.

 

Previsões são de 435.000 pessoas somente na área do Parque Olímpico: contando os atletas e oficiais o número sobe para 540.000

 

Vários ginásios e dormitórios estarão espalhados através da cidade; 31 locais de competição e cerca de 40 estruturas de treinamento independentes serão utilizados. Sua localização relativamente distantes da Vila Olímpica, centro de imprensa, aeroporto da capital e mais de 100 hotéis faz da organização e gerenciamento do transporte ainda mais difícil. Além das atividades da competição, mais de 100 eventos culturais e de larga escala serão apresentados, como a passagem da tocha. Isso irá concentrar a as necessidades de transporte em tempo e espaço de uma forma nunca vista antes na história de Pequim.

 

Paralelo às necessidades especiais do transporte nos Jogos Olímpicos, o sistema de transporte regular para as necessidades diárias de Pequim – uma metrópole populosa com um sistema de transporte movimentado – deve estar garantido. Atender necessidades de transporte de alta capacidade, diversificado e individualizado em um espaço de tempo curto, enquanto agindo de acordo com as requisições de segurança, proteção ambiental, conveniência e disponibilidade, apresenta um grande desafio.

 

O atual sistema de transporte público de Pequim

 

Atualmente, o sistema de transporte de Pequim é constituído principalmente de ônibus, trólebus, transporte sobre trilhos e táxis.

 

Dado o número limitado de linhas, um alto investimento e um ciclo longo de construção de transporte sobre trilhos, e a falta de habilidade dos táxis de atender aos requerimentos de um transporte de alta capacidade, o transporte público rodoviário irá ter um papel importante.

 

 

O transporte público de Pequim se prepara para os jogos

 

Desempenho dos veículos

 

Para controlar a emissão de poluentes, apoiar a iniciativa do “Projeto Céu Azul” em Pequim e criar um ambiente agradável para se pegar ônibus, o transporte público de Pequim está atrás do uso de combustíveis limpos com um suporte vigoroso do governo municipal. Desde 2004, o transporte público de Pequim tem adquirido 8.103 veículos limpos através de leilões abertos. Em 2005, o sistema substituiu 3858 ônibus movidos a diesel abaixo do padrão EURO I. O sistema irá substituir 4123 ônibus em 2006.

 

Atualmente, o sistema de transporte é dono de 9440 ônibus de combustível limpo incluindo 2700 ônibus movidos a gás natural, e Pequim se tornou a cidade número 1 no mundo no uso de veículos de transporte utilizando gás natural. Até 2008, 80% dos ônibus atenderão o padrão EURO III, e o desenvolvimento de veículos de baixíssima emissão ou sem emissão de poluentes será acelerada. Para atender as necessidades de pessoas com mobilidade reduzida, o uso de veículos com piso baixo e com entrada baixa equipados com rampa para cadeira de rodas será ampliado, para alcançar 1.200 até 2008.

 

Combustíveis limpos

 

1637 veículos para passageiros são esperados para transportar 50.000 membros da família Olímpica e mídia autorizada. 1.262 destes serão providos pelo sistema de transporte público de Pequim. Para o público em geral, o sistema disponibilizará 2.400 veículos de transporte público em operação e preparará 38 linhas especiais em áreas onde as estruturas olímpicas estão concentradas. Todos os veículos de transporte público servindo o parque olímipico e as maiores áreas de competição usarão combustíveis limpos e atenderão os padrões de emissão de poluentes EURO III, com alguns veículos alcançando padrão EURO IV. Ônibus dentro da vila de mídia terão nível zero de emissão.

 

Melhor serviço de informação

 

Em 2005, o melhoramento da linha direta do site do serviço de transporte público www.bjbus.comfoi completado, para prover aos passageiros com um extenso serviço de informação. Até 2008, mais de 20000 ônibus em áreas urbanas estarão equipados com um display luminoso externo, display luminoso interno, sistema de transmissão controlado remotamente, equipamento para bilhetagem eletrônica, monitores eletrônicos e televisões móveis. Até 2008, estes veículos serão capazes de mostrar as partidas ao vivo e prever os passageiros com viagens detalhadas e personalizadas além de informação dos eventos.

 

Otimizando a rede, melhorando a viagem

 

Otimizando o leiaute da rede

 

O sistema de transporte público de Pequim tem a estratégia de priorizar o desenvolvimento do transporte público em termos de: investimento, subsídio e permanência. A estrutura da rede será continuamente ajustada e otimizada para expandir a cobertura do serviço. O objetivo é estabelecer um sistema de transporte altamente eficiente consistindo de uma rede de alta velocidade, rede dorsal comum e rede local, baseadas em ruas existentes.

 

Um sistema de transporte público de alta capacidade e alta velocidade

 

Em dezembro de 2005, a Linha 1 de Nanzhongzhoulu – a linha de alta velocidade de BRT com 16 km, a primeira da China – foi aberta. Sua velocidade de operação de 30 a 35 km/h – vindo de uma média de 10 km/h – diminui tempos de viagem consideravelmente. Percorrendo uma via exclusiva, usufruindo de prioridade em cruzamentos, desembarque inteligente e portas à esquerda, esta linha atraiu um grande número de passageiros com sua alta capacidade, alta velocidade, tarifas baixas, segurança e conforto. Em 1º de janeiro, ele transportou 122.600 passageiros. Outras 2 linhas BRT – Chaoyang Road e(14 km de distância e 20 estações) e Anli Road (20 km de distância e 19 estações) – estarão disponíveis em 2007.

 

Projeto do cartão IC e seu desenvolvimento

 

Através do esforço de vários setores, o sistema de transporte público de Pequim implementou com sucesso uma reforma do seu sistema de bilhetagem e tarifas com o cartão SUPERPASS IC. O smartcard de transporte urbano mais complexo, ele acabou com um sistema de passe mensal em papel que existia a décadas quando ele foi utilizado pela primeira vez em maio de 2006. AO número médio de viagens de passageiros diárias chegou a 8,92 milhões incluindo 4,62 milhões de passageiros sem cartão e 4,3 milhões de usuários do cartão, contabilizando 48,3% do total. Até 10 de setembro de 2006, o sistema de transporte de Pequim vendeu 3,28 milhões de cartões e transportou mais de 567 de usuários do cartão.

 

Cartões IC tem avançado eficientemente para uma “Pequim digital”, o objetivo dos Jogos Olímpicos, e estruturado uma fundação sólida para análise de dados, e ajuste e otimização da estrutura da rede.

 

Transporte inteligente e sistema de informação

 

Atualmente, o sistema de transporte de Pequim tem implementado com sucesso o projeto de demonstração do Sistema de Envio e Controle, construído o Sistema Emergencial de Reparo a Ônibus, Sistema de Gerenciamento de Envio de Transporte e Informação ao Passageiro do ponto de transporte do zoológico de Pequim, Sistema de Envio Inteligente do BRT de Nanzhongzhou e o Sistema de Organização e Envio Baseado em Área de Serviço. O “Projeto de Cooperação Sino-Italiano para Proteção do Meio-Ambiente” – Sistema de Transporte Inteligente e Poluição do Ar no Tráfego – também estarão completos até o fim de 2006 estes projetos elevaram o nível de TI e “intelectualização” do transporte público de Pequim enormemente, melhorou o nível de operação do transporte e a capacidade de responder a emergências, enquanto melhora a operação de transporte e aumenta a eficiência.

 

Requerimentos olímpicos, aumentando os níveis de serviço

 

Criação do serviço de transporte público de qualidade

 

O sistema de transporte de Pequim estabeleceu um cronograma de trabalho de 3 anos para os Jogos Olímpicos e criação de um serviço de transporte público de qualidade e visa conseguir esse objetivo dentro de 3 anos – até o fim de 2007.

 

No início de 2006, o sistema ativamente lançou e promoveu as campanhas de “serviço padrão de embarque” e “serviço padrão nas estações” para melhorar os níveis de serviço. Um serviço padrão de embarque é um conjunto de regras que motoristas e cobradores devem seguir em relação a terminologia utilizada, procedimento de operação, uniforme e aparência e limpeza, iluminação e manutenção dos equipamentos do ônibus. O serviço padrão nas estações é um conjunto de regras seguidas pelos funcionários nas estações de ônibus em relação a uniforme e aparência, limpeza da estação e manutenção da estrutura, procedimento de trabalho e inspeções corriqueiras. Até junho de 2008, todas as rotas e estações devem seguir ambos os padrões.

 

Treinamento extensivo, melhorando a qualidade dos funcionários

 

O sistema e transporte de Pequim empregou uma série de atividades de treinamento de sua equipe sobre cortesia e etiqueta. Paralelamente, ele está reforçando treinamentos de habilidades para os trabalhadores, especialmente aos técnicos e motoristas mais especializados, permitindo a eles resolver quaisquer problemas técnicos eventuais na produção diária.

 

Para melhorar a comunicação com passageiros estrangeiros, o sistema de transporte de Pequim tem desenvolvido um número de atividades de estudo de inglês com diferentes níveis e vários focos, encorajando a equipe a fazer o teste de proficiência em inglês de Pequim. Cerca de 1.800 funcionários já obtiveram essa qualificação até o momento. Até o fim de junho de 2008, toda a equipe terá realizado o cursos.

 

Gerenciamento fortalecido e treinamento de voluntários para as Olimpíadas

 

O sistema de transporte de Pequim promove o sistema de registro de voluntários e está melhorando o treinamento nos conceitos olímpicos, conhecimento olímpico, cortesia e etiqueta. O número de voluntários registrados irá alcançar 5.000 em 2008.

 

Segurança reforçada e segurança do sistema de ônibus

 

O sistema de transporte de Pequim irá reforçar as seguintes medidas para reforçar a sergurnaça:

 

- Procedimento de permissões para motoristas que atenderem certos critérios

- Fortalecimento o gerenciamento da direção dos ônibus, comportamento dos motoristas harmonizado

- Intensificar educação preventiva para aumentar a consciência dos motoristas

- Gravadores da direção para coletar dados e monitorar a operação instalados em 2.464 ônibus operando em áreas montanhosas ou percorrendo vias expressas

- Um sistema de monitoramento em vídeo cobrindo um número de estacionamentos e estações de transferência a serem preparados até 2008

 

Construção avançada de junções e depósitos de ônibus

 

A Junção de ônibus do Zoológico de Pequim – um projeto planejado sob as Olimpíadas de Pequim – foi completado em 2004, uma importante parte da infra-estrutura com operação inteligente de ônibus e transferência para múltiplas rotas. Até 2008, outras 4 junções de transporte público em Yimuyuan, Praça Sul da West Railway Station, Songjiazhuang e Sihui, três estações de ônibus centrais e 15 depósitos entrarão em serviço para prover transferências convenientes entre diferentes modos de transporte.

 

Conclusão

 

Os Jogos Olímpicos de 2008 não são apenas um desafio, mas também uma oportunidade sem precedentes para o sistema de transporte público de Pequim. A “Beijing Public Transport Holdings” pretende aproveitar esta oportunidade para agilizar o desenvolvimento, estabelecer um sistema de transporte público moderno e prover um ambiente de transporte de primeira classe para abrigar uma das Olimpíadas mais bem sucedidas da história, enquanto que ao mesmo tempo impulsiona o desenvolvimento da economia e sua modernização.   

 

Desenvolvido por:
NTU - Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos
© Copyright 2019 - Todos os direitos reservados. | suporte: ntumaster@ntu.org.br | Tel: 2103-9293